Empresa de drones obtém cadastro para Categoria A no Ministério da Defesa

Conteúdo Patrocinado – Com o drone Verok, da Horus Aeronaves, a Nuvve é a primeira e única empresa a possuir o cadastro para aerolevantamento Categoria A exclusivamente com drones no Ministério da Defesa

diario oficial da uniao - 9 de setembro de 2019A Nuvve, empresa de mapeamento e geoinformação, é primeira companhia do Brasil a ser cadastrada no Ministério da Defesa (MD) como como entidade privada executante de aerolevantamento, categoria “A” exclusivamente com a utilização de drones. O protocolo foi divulgado hoje (9/9) no Diário Oficial da União, conforme imagem ao lado.

O cadastro aprovado para aerolevantamento na categoria A com drones é um marco nacional, visto que, até o momento, nenhuma empresa de natureza privada possui esta aprovação para a prestação de serviços de aerolevantamento exclusivamente com drones.

Existem hoje 58 empresas realizando o processo de cadastro na Categoria A para aerolevantamento no MD, e a Nuvve foi a única aprovada, com a emissão e validação do laudo de sensor fotogramétrico embarcado VANT (Veículo Aéreo Não Tripulado – popularmente conhecido como drone).

O drone cadastrado e aprovado é o Verok, aeronave de asa fixa de fabricação nacional, com autonomia de duas horas de voo – desenvolvido pela empresa brasileira Horus Aeronaves.

“Este é um marco muito importante para o mercado nacional de drones, pois os órgãos regulamentadores começam a entender o objetivo e profissionalização do setor de mapeamento com drones e, como fabricantes de drones nacionais, entendemos que nossos equipamentos são referência em desempenho, qualidade e também em segurança para a prestação de serviços”, comenta Lucas Bastos, co-fundador e Diretor de Operações da Horus Aeronaves.

vista superior do drone verokExistem três categorias no processo de aerolevantamento nas quais as empresas podem requisitar o cadastro:
• Categoria A, para entidades que realizam todas as fases do aerolevantamento
• Categoria B, para as entidades que realizam, apenas, a fase aeroespacial
• Categoria C, para as entidades que realizam a fase decorrente do aerolevantamento, isto é, recebem os Originais de Aerolevantamento (OA) provenientes do voo e geram o Produto Primário de Aerolevantamento (PPA) e seus Produtos Decorrentes de Aerolevantamento (PDA). (Decreto-Lei nº 1177, de 21 Jun 71, Art. 6º)

Hoje, existem 112 empresas cadastradas nas três categorias, sendo apenas 27 na categoria “A” e com aeronaves tripuladas (aviões).

A Nuvve, com o drone Verok, é a primeira e única empresa exclusivamente com drones cadastrada na Categoria ”A” que contempla todas as etapas do aerolevantamento e, portanto, empresa certificada para este serviço.

Antonio Roberto Magro Junior, sócio e Gestor de Novos Negócios da Nuvve, comenta que a empresa já possuía o cadastro na Categoria C, e “ser a primeira e única empresa com drones a possuir a aprovação na categoria ‘A’ é uma conquista para a empresa, para o mercado e principalmente para os clientes, que podem contar com mais este serviço dentro das exigências legais”.

Esta conquista confirma “o compromisso da empresa em entregar projetos dentro dos padrões requeridos de qualidade, custos e prazos”, complementam o co fundador e diretor da empresa Nuvve, Everton Peres de Souza e seus demais sócios, Pedro Henrique Baratela Lopes e Nilo Tsuchiya.

Antonio Roberto Magro Junior, Everton Peres de Souza e Pedro Henrique Baratela Lopes (sócios da Nuvve)

Antonio Roberto Magro Junior, Everton Peres de Souza e Pedro Henrique Baratela Lopes (sócios da Nuvve)

Leia mais: Webinar Topografia e Agronegócio – Vantagens de processar imagens em nuvem